Quem sou eu

Minha foto

Fábio Navarro escolheu a escrita, pois não havia saída para o que fervia em seu hipotálamo. Desde os tempos onde, morando em um dos últimos círculos do inferno interiorano paulista,aprendeu que até um papel de pão servia como exorcismo. Nascido nos últimos dias de setembro, quando as folhas já não mais florescem. Expelido por entre restilos de cana de açúcar, dentro do ventre de uma cidade do interior, resolveu sair de casa cedo. Tão cedo que por mais que tente regredir o tempo, não consegue.

Mas esconde-se o máximo que pode através de fantasiosas inverdades escritas em papéis ou destiladas em espaços binários.

Fanático varrido por músicas estranhas, escreve sobre elas em dois sites cariocas, além do seu próprio espaço. 
Anarquista de HQ, descrente da profissão biológica e acreditando que Deus na verdade é Andy Kauffman, trabalha em seu segundo livro.

sábado, 23 de outubro de 2010

DENSAMENTE ASSUSTADORES

Existe uma certa antecipação quando o assunto são duplas que adentram pelas portas mais densas. Como se um novo membro de uma linhagem sanguínea iniciada nos porões helicoidais de uma Portishead ou Björk, surgisse.

PAPER CROWS
Instalados logo após o nascimento de Bat For Lashes, Good Nature ou Nendry, essa dupla formada por Emma Panna e Duncan McDougall mostram que em algum ponto na linha da realidade paralela, onde vivem os grupos criadores desse clima etéreo e densamente povoada por alucinações quase opacas, reside uma força onde as notas distorcem realidades tornando o sombrio em estímulos auditivos que são de uma pureza extrema.

Mesmo a dupla reunida por apenas um ano, a maturidade que as composições possuem são devidamente assustadoras. A canção que você ouvirá aqui no GD (STAND ALIGHT) tem levezas binariamente colocadas em forma de hipnose, fazendo com que a canção pareça construída por uma banda que tem muito tempo de estrada.
Mas o destaque é a voz tenebrosamente doce de Emma. Algo como se as mais profundas covas pudessem tecer os mais sedosos toques. De uma beleza que assusta, mas definitivamente uma das vozes mais bonitas desse ano.
Além de Stand Alight, a banda gravou uma cover para a canção CLOUDBUSTING de Kate Bush. Fica claro o porque ao ouvir o som.



Nenhum comentário:

Postar um comentário