Quem sou eu

Minha foto

Fábio Navarro escolheu a escrita, pois não havia saída para o que fervia em seu hipotálamo. Desde os tempos onde, morando em um dos últimos círculos do inferno interiorano paulista,aprendeu que até um papel de pão servia como exorcismo. Nascido nos últimos dias de setembro, quando as folhas já não mais florescem. Expelido por entre restilos de cana de açúcar, dentro do ventre de uma cidade do interior, resolveu sair de casa cedo. Tão cedo que por mais que tente regredir o tempo, não consegue.

Mas esconde-se o máximo que pode através de fantasiosas inverdades escritas em papéis ou destiladas em espaços binários.

Fanático varrido por músicas estranhas, escreve sobre elas em dois sites cariocas, além do seu próprio espaço. 
Anarquista de HQ, descrente da profissão biológica e acreditando que Deus na verdade é Andy Kauffman, trabalha em seu segundo livro.

quinta-feira, 21 de outubro de 2010

FRANCESES E SUAS DECISÕES...

Franceses...

BOOLFIGHT

A virada do ano de 2005 para 2006, foi marcante para esse quarteto parisiense. A decisão de gravarem o EP homônimo, deu início ao encontro da banda com seu som. Antes vagando por muitas influências que variavam desde a matemática ao pop estridente, o Boolfight até então era mais um amontoado de estilos desconexos. A mini-bolacha deu um porto e direção ao som da banda. O que foi uma decisão acertada, pois desde então os rapazes vem produzindo uma certa  bela quantidade de canções com um apelo pop-femoral incrível. Na sequência do primeiro trabalho, vieram mais dois EPs.

From Zero to One, de 2009 e o mais novo trabalho da banda, MULTIPLE DEVILS. Uma coleção de seis músicas que mostram a relevante veia que ainda distribui uma gama de phoenixidades pelas notas. Dificil é manter seus pés parados e acompanhando o ritmo dessas melodias que tem uma melancolia quase morriseyniana, mas de beleza e força equivalentes. Vale o quanto gasta a sola de seu tênis.
Ouça todo o novo EP da banda aqui no GD...

Nenhum comentário:

Postar um comentário