Quem sou eu

Minha foto

Fábio Navarro escolheu a escrita, pois não havia saída para o que fervia em seu hipotálamo. Desde os tempos onde, morando em um dos últimos círculos do inferno interiorano paulista,aprendeu que até um papel de pão servia como exorcismo. Nascido nos últimos dias de setembro, quando as folhas já não mais florescem. Expelido por entre restilos de cana de açúcar, dentro do ventre de uma cidade do interior, resolveu sair de casa cedo. Tão cedo que por mais que tente regredir o tempo, não consegue.

Mas esconde-se o máximo que pode através de fantasiosas inverdades escritas em papéis ou destiladas em espaços binários.

Fanático varrido por músicas estranhas, escreve sobre elas em dois sites cariocas, além do seu próprio espaço. 
Anarquista de HQ, descrente da profissão biológica e acreditando que Deus na verdade é Andy Kauffman, trabalha em seu segundo livro.

quinta-feira, 17 de junho de 2010

INSTRUMENTAÇÕES CEREBRAIS

Música instrumental???

A banda:

CODES IN THE CLOUDS
Esse quinteto inglês mantém uma aura de mistério por entre todos os acordes existentes nas suas canções. Como se fosse possível esconder mensagens subliminares dentro de claves de sol suaves, o que é possível se ver por entre todas as músicas do disco de estréia da banda chamado PAPER CANYON. Conjuntos de poderosas cadências, bem moldados em clássicas ondas de alternativismo, necessárias para que as camadas sônicas de som possam adentrar aos ouvidos médios e diluirem sinapses condutoras de energia elétrica pesada e lacerante.
Muitos riffs acachapantes e uma capacidade de manter atento seu cérebro dentro de uma hipnose coletiva.
Uma canção: Don't Go Awash In This Digital Landscape e um vídeo, da música The Dirty Basement

Don't Go Awash In This Digital Landscape

Nenhum comentário:

Postar um comentário