Quem sou eu

Minha foto

Fábio Navarro escolheu a escrita, pois não havia saída para o que fervia em seu hipotálamo. Desde os tempos onde, morando em um dos últimos círculos do inferno interiorano paulista,aprendeu que até um papel de pão servia como exorcismo. Nascido nos últimos dias de setembro, quando as folhas já não mais florescem. Expelido por entre restilos de cana de açúcar, dentro do ventre de uma cidade do interior, resolveu sair de casa cedo. Tão cedo que por mais que tente regredir o tempo, não consegue.

Mas esconde-se o máximo que pode através de fantasiosas inverdades escritas em papéis ou destiladas em espaços binários.

Fanático varrido por músicas estranhas, escreve sobre elas em dois sites cariocas, além do seu próprio espaço. 
Anarquista de HQ, descrente da profissão biológica e acreditando que Deus na verdade é Andy Kauffman, trabalha em seu segundo livro.

sexta-feira, 10 de setembro de 2010

NEM TÃO RECENTE ASSIM, MAS AINDA UMA SÔNICA NOVIDADE

Aonde foi que eu ouvi isso mesmo????

VIOLENSDe novidade a banda não tem nem o nome, afinal de contas desde 2007 Iddo Arad, Jorge Elbrecht e Myles Matheny comandam uma equação onde as raizes emaranhadas estão nas sonoridades dos anos 00. Há dois anos atrás a revista Spin elegeu a canção Violent Sensation Descends como uma das obrigatórias audições daquele ano.

A banda definitivamente vem melhorando e colocando melodias pegajosas e vulcânicas em cada EP lançado, ou na série de mixtapes que deixam dentro de seu site. Mesmo os vocais de Iddo sendo muito parecidos com Bernard Summer e as canções seguirem uma linha mais dançante e menos sônica, uma coisa é certa:
O Violens tem uma genética do pop rock extremamente removedora de poeira de pista e nos cérebros.
Vamos aqui de ACID RAIN e o vídeo de SPECTATOR & PUPIL




Nenhum comentário:

Postar um comentário