Quem sou eu

Minha foto

Fábio Navarro escolheu a escrita, pois não havia saída para o que fervia em seu hipotálamo. Desde os tempos onde, morando em um dos últimos círculos do inferno interiorano paulista,aprendeu que até um papel de pão servia como exorcismo. Nascido nos últimos dias de setembro, quando as folhas já não mais florescem. Expelido por entre restilos de cana de açúcar, dentro do ventre de uma cidade do interior, resolveu sair de casa cedo. Tão cedo que por mais que tente regredir o tempo, não consegue.

Mas esconde-se o máximo que pode através de fantasiosas inverdades escritas em papéis ou destiladas em espaços binários.

Fanático varrido por músicas estranhas, escreve sobre elas em dois sites cariocas, além do seu próprio espaço. 
Anarquista de HQ, descrente da profissão biológica e acreditando que Deus na verdade é Andy Kauffman, trabalha em seu segundo livro.

segunda-feira, 6 de setembro de 2010

SOLO

Quando se vai sozinho...

TIM KASHER
Muito mais conhecido por seu trabalho com a banda CURSIVE e também com a THE GOOD LIFE, Tim passou o ano de 2009 todo em turnê com a primeira. Depois saiu de Los Angeles, isolou-se no frio e iniciou a gênese do que seria seu primeiro trabalho solo: The Game Of Monogamy.

Canções que tem uma leveza quase acústica, mas que trazem nas cordas uma simplicidade inversamente proporcional à capacidade de compor hinos do rock americano. As músicas chegam até a soar inocentes demais, o que não quer dizer baixa qualidade, mas apenas uma nuance menos avassaladora e mais passiva. Mesmo assim uma audição no single de estréia, COLD LOVE, já revela uma qualidade bem melhor do que por exemplo a aventura solo de Brandon Flowers.

Reside no fato de não tentar ousadias, a melhor característica do trabalho de Tim Kasher. Simples e tranquilos sons onde não existe a predisposição do monumental, mas sim matar o tempo de maneira pitorescamente feliz. E mesmo sem arrombos violentos sonoros, o disco de estréia conta com influências importantes dos anos 50 e tem nas suas letras questões sobre fidelidade e felicidade. Mas é o máximo de profundidade que você irá encontrar.

Comece já a desfrutar dos segundos alegres com a canção COLD LOVE.

Nenhum comentário:

Postar um comentário